"NE PAS RIRE, NE PAS PLEURER, MAIS COMPRENDRE" SPINOZA

..."Here comes the sun smiling... How long have you been blue? There'd ever be a time for us to recapture all the time we lose... Cause it's plain to see, a storm is not the weather and i'm telling you girl : You'll look at them and smile "...

dimanche 8 novembre 2009

O MELHOR DA VIAGEM... ( parte 2 )


Miriam, uma típica paulistana dekassegui, também seguia para a Itália em sua viagem de estréia ao exterior do Pais. Em Turim, ela iria se reunir com potenciais importadores de pedras semi-preciosas, cristais e diamantes brasileiros.
"No Brasil, ninguém gasta com essas coisas, não da mesma forma que os estrangeiros. Eles dão um valor incrível às nossa pedras. Na Europa, então, eles valorizam muito. Quero expandir os negócios".
A jovem mulher, com carinha de menina, tinha pouco mais de trinta anos e uma filha pequena que ficou sob os cuidados da família. "Não vejo a hora da reunião de trabalho terminar e poder fazer um pouco de turismo na Europa!! Estou louca para conhecer Paris!!!", dizia com um sorriso cheio de empolgação!!!
Do nosso lado estava o Luiz...um pré adolescente super calado, quase nos fazia esquecer que havia mais alguém ali na fileira de número 16...acanhado, discreto...minutos antes do desembarque descobrimos que viajava sozinho para a Itália...uma comissária de bordo chegou avisando que esperasse todos os passageiros desembarcarem para que depois um dos tripulantes o acompanhasse até a saída, onde encontraria o responsável por ele...Luiz daria início a uma ( talvez promissora) carreira de jogador de futebol. Fora aceito na categoria mirim de um time italiano...

Estas são algumas das histórias que marcaram minhas primeiras 24 horas de férias...as 24 horas de viagem rumo à Bruxelas, na Bélgica!!!
Sai de Goiânia numa segunda feira ensolorada...contratempos, como o atraso para chegar ao aeroporto da minha cidade, me fizeram perder o primeiro vôo, que me levaria para Guarulhos...foi só um golpe de sorte, ( o primeiro de muitos ao longo de um mês inteirinho) já que a TAM acabou me embarcando no próximo avião, que saia mais tarde, mas seguia sem conexões, direto à São Paulo, e por isso, mais confortável e mais rápido!!!
Desci numa Paris nublada, fria, mas "toujours belle"!!! E o coração ia batendo acelerado ao menor pensamento de tantas saudades, tantas lembranças...afinal, quatro anos se passaram desde a última vez!!!
Muitos motivos me levaram de volta ao velho mundo...O principal deles foi a saudade!!

Depois de quatro anos sem saber o que era sair de férias por 30 dias ( graças aos "simpáticos" chefes que me teleguiaram como uma idiota na última emissora em que trabalhei), eu , enfim, pude fazer planos, muuuitos planos!!!
Entrei em contato com amigos e quando vi, era só garantir as passagens e fazer as malas!!!
Muitas pessoas queridas à minha espera! E posso dizer que o reencontro com cada uma delas foi emocionante!!!

Não tenho palavras para agradecer todo o carinho da minha anfitriã, Mel, que me hospedou com tanta amizade e zelo!!!
Uma goianinha guerreira que já foi colega de trabalho na tv e há cinco anos vive em Bruxelas!!Empresária de talento e que há pouco descobriu que vai ser mamãe!
Companheira de viagens loucas e deliciosas pela Bélgica, Holanda e França!!! Com sua Suzuki e o GPS TomTom nas mãos, ninguém segurava essa moça!kkk
Não vamos esquecer nunca os apuros em Paris! Na primeira manhã, com o carro estacionado em local proibido, em Montmarte, (sim, encontrar vagas naquela cidade é tarefa ingrata)...quase provoco um enfarto na coitada!!
É que saimos cedo do hotel para tirar o carro da vaga de "carga e descarga", no boulevard Barbes. De longe eu vi, bem de frente ao carro, um caminhão com luzes "giroflex" piscando e já gritei:
_"Corre, Mel, é o guincho, vão levar o carro!!! Meu Deus!!!"
Disparamos, correndo por dois quarteirões, feito loucas, num frio de doer...some-se a isso o fato de minha amiga estar grávida!!!
...chegando mais perto, o alívio: era o caminhão de limpeza, que aspira as folhas da calçada...foi por pouco!!!
Em três dias na cidade luz, o GPS inventou de nos deixar na mão...apelei pro mapinha de papel, mesmo!!! E quase matava minha amiga do coração, com um olho ao volante ( sim, dirigindo) e outro no mapa...rs!!
Na praça Charles de Gaule, aqueeela do Arco do Triunfo, pensei que Mel fosse dar à luz ali, de tão apurada...e eu buzinando para ônibus, taxis, carros...kkkk!
Na Holanda, decidimos fazer tatuagens juntas! Episódio hilariante, depois que o cara carrancudo, grosso e mal educado da loja de tatuagem errou na hora de passar o cartão de crédito e a tatto da minha amiga saiu de graça, kkk! Bem feito pro carrancudo...só ficamos com dó do tatuador, moço simpático, que talvez tenha que pagar o prejuízo...esperamos que não!!!
Amsterdam, a cidade das bikes, também é sinônimo de Heineken!! A visita etílica ao museu da cerveja foi sensacional...difícil estava conseguirem me tirar de lá depois que descobri um jeitinho de voltar pela porta de saída e "experimentar" mais umas, kkk!!!

Outros reencontros marcaram estas férias...o retorno à Liège, cidade onde morei por três anos... uma mistura de nostalgia, com uma gotinha de tristeza...saudade, alegria...
Michael, Maîté, Jean-Claude, Iara, Ernesta, Valérie, Anne Sophie, Alexia...a nova estação de trem - la nouvelle Gare de Guillemins...já havia me acostumado à presença das gruas, tratores, o canteiro de obras e a velharia da antiga estação...não fazem idéia do meu encantamento ao desembarcar na modernidade!!
E tem ainda o prédio da faculdade, o campus do Sart Tilman...a madame Baerten, responsável pelos diplomas, minha nossa, essa não mudou nada!!! Conservada no frio, eu diria!!!

Indescritível a sensação de saborear de novo uma deliciosa gauffre, preparada na lanchonete da Place Cathédrale...huummm...e as fritas com maionese, aaai...!!!
Mas nada se comparou ao primeiro gole de uma Chimay Blue, em plena Grande Place!!! Meu Deus!!!
Passei alguns apertos também...o primeiro quando percebi que o meu diploma não tinha o carimbo do reitor...Felizmente, detalhe resolvido sem grandes dores de cabeça, com a generosa Madame Baerten...

Na embaixada do Brasil, uma prévia do desespero se abateu sobre mim quando o funcionário anunciou que o carimbo e as assinaturas de legalização levariam, no mínimo, cinco dias para ficarem prontos...e eu voltaria para o Brasil em dois dias...OUFTI, como diriam em Liège...problema também rapidamente resolvido com uma boa "choramingada" no ouvido da vice- consul...Benza Deus!!!
E o que dizer de (pra variar, atrasada) quase perder o trem de Bruxelas - Paris, no dia de voltar para casa...que D-E-S-E-S-P-E-R-0... o trânsito infernal, eu e Mel entrando pelo lado errado da estação, correndo e arrastando duas malas de 32 quilos pelo saguão...entrei no trem CINCO minutos antes dele partir...foi por pouco, outra vez!!!!

Foram muitas, muitas e muitas supresas e sensações!!! A visita à familia Galle, o reencontro com as crianças que estão quase pré-adolescentes, o carinho de Vincent e Carol que fazem ( quase) tudo para me convencer a morar na Bélgica ( até me apresentar um "prince charmant", kkk!!)...

Passaria mais uma semana postando as novidades! Mas acho que deixei uma boa amostra do que foram estas férias!!! O restante, guardo na memória e naqueles cantinhos bem especiais do coração, com a sensação deliciosa de que vivo a vida plenamente!!!

7 commentaires:

DO a dit…

Tenho certeza que estas lembranças que ficam guardadas em nossos corações são inesquecíveis,Monica. A gente tem mais é que aproveitar e procurar viajar ao maximo.
Beijos,parabens pela nova casa. E mude meu link que eu tbem me mudei,rsss

Alline a dit…

Enquanto lia, eu só pensava: "Ai, que delícia! Ai, que delícia! Preciso experimentar isso também!!!".
Foram férias inesquecíveis, não?
Fico feliz por ti.
Um beijo, grande, fica bem. E brigadão por dividir teus bons momentos conosco. ;)

Alline a dit…

Oi, Mônica. Eu de novo... Ganhei um selinho e resolvi te repsentear com um também. Tá lá no blog. ;)
Beijão y boa semana pra ti!

Ju a dit…

Mônica, leio seus textos há algum tempo e cheguei a vc, eu acho, através da Patrícia Papini, uma querida amiga, também jornalista. Ocorre que sempre te visitei como uma ilustre desconhecida e, hoje, pela primeira vez, ví sua imagem e me atentei para o seu sobrenome. Vc é Novaes e, salvo melhor juízo, é irmã do Ricardo, filha da Ana e do Pedro Luiz, certo? Nunca tive nenhum contato com vc mas sua família me é muitíssimo querida, povoaram a minha infância. Seu pai, eu acho, era primo do meu tio Múcio e frequentou muito minha casa, eu Pires do Rio. Dê um forte abraço nos seus, em meu nome. Há tempos não os vejo. Quanto a mim, vou continuar te seguindo, agora não mais como uma ilustre desconhecida.

Mônica Novaes a dit…

Oi, Ju!!Prazer em recebê-la por aqui! Sim, sou filha da Ana e do Pedro e irmã do Ricardo! Na infância eu tb ia muito à Pires do Rio visitar Tio Múcio, Soraia, Carlos e as meninas deles!!! Mas não sei se nos conhecemos!!! Seja sempre bem vinda!bj

Anonyme a dit…

ooi Monica...gostei do seu cantinho novo...:)
Nossa ate me emocionei lendo seu post.... interessante pra mim como vc descreveu uma parte da sua viagem..parece q eu sentia a emocao...
bem...desejo uma otima quinta feira! bjs
cristiani-no

Mônica Novaes a dit…

Cris, que bom que me achou!!Não consegui deixar um post no blog antigo avisando a mudança, mas deixei entre os recados!!E vc, as crianças e a vida na Noruega???Beijão e volte sempre!!!